VARIZES

Esta seção de perguntas e respostas sobre varizes é um complemento do texto.

Estas são as perguntas mais frequentemente feitas aqui no blog e em outros fóruns da internet.

1.) O que são as varizes?
R: Varizes são veias doentes, que por defeito no seu sistema de válvulas não conseguem mais escoar o sangue devidamente.

2.) Qual a aparência de uma variz?
a e muitas vezes arroxeada e com alguns "calombos" em seu trajeto, que são as válvulas defeituosas.

3.) Toda veia aparente nas pernas é uma variz?
R: De modo algum. Em pessoas magras e/ou musculosas, é perfeitamente possível ver as veias normais ao longo da perna.

4.) O que causa as varizes?
R: Vários fatores de risco já foram identificados, os mais importantes são: idade acima de 30anos, sexo feminino, história familiar, prolongados períodos em pé ou sentado, obesidade e tabagismo. No nosso texto de varizes falamos mais detalhadamente dos fatores de risco.

5.) Varizes doem?
R: Dor nas pernas é uma queixa frequente em pessoas com varizes. Sensação de peso e/ou queimação nas pernas também são comuns.

6.) O que é insuficiência venosa dos membros inferiores?
R: Insuficiência venosa dos membros inferiores é o nome que damos a doença do sistema de veias das pernas que se torna incapaz de realizar adequadamente a drenagem do sangue dos membros inferiores para o coração. A presença de varizes é um dos sinais de insuficiência venosa.

 Varizes - teleangiectasias7.) Como detectar a insuficiência venosa em estágios iniciais?
R: O primeiro sinal clínico da doença das veias das pernas são as teleangiectasias, também chamadas de aranhas vasculares (foto ao lado). Essas lesões podem ser consideradas micro varizes e são o primeiro estágio da insuficiência venosa.

8.) Varizes podem melhorar sem tratamento?
R: O momento ideal para alterações de fatores de risco, como uso de anticoncepcionais, ficar muitas horas em pé ou sentado, cigarro etc.., é durante o estágio inicial da insuficiência venosa, ou seja, quando surgem as primeiras micro varizes.

Quando já existem varizes visíveis, a tendência do quadro é sempre de piora se não houver tratamento adequado.

9.) Quais são as complicações mais graves das varizes?
R: É sempre importante ter em mente que as varizes são sinais de uma doença chamada insuficiência venosa dos membros inferiores. As complicações surgem em decorrência do agravamento desta insuficiência. As mais graves são as ulcerações na pele e a trombose das veias dos membros inferiores.
Varizes
10.) Tenho varizes há anos e minhas pernas agora estão ficando escuras. O que isto significa?
R: O escurecimento da pele nas pernas é um sinal de insuficiência venosa grave e prolongada. Ele ocorre devido à estase prolongada do sangue nas veias das pernas, que facilita o extravasamento dos pigmentos do sangue para a pele.

11.) Qual é o melhor tratamento para varizes?
R: Depende do grau de doença. Casos discretos podem ser tratados apenas com alterações do hábito de vida e meias elásticas. Casos mais avançados precisam de intervenção médica. As mais usadas são a cirurgia a LASER, escleroterapia e cirurgia convencional. No texto abordamos os tratamento com mais detalhes.

12.) Quando se destrói uma veia varicosa, não estamos piorando o quadro, já que é menos uma veia para drenar o sangue, e mais sangue para as outras veias? Não há risco de sobrecarregá-las?
R: É preciso notar que uma veia varicosa é uma veia doente e que já não trabalha direito. Ela não faz falta nenhuma. Além disso, toda vez que surge uma variz, as veias sadias naturalmente já começam a receber mais sangue. Essa sobrecarga de trabalho já acontence independente da veia varicosa ser retirada ou não.

13.) Tenho varizes e subitamente em uma delas surgiu um calombo doloroso. Agora a veia está quente e avermelhada. O que pode ser isso?
R: Isso é um dos sinas de uma tromboflebite, ou seja, formação de um trombo (coágulo) dentro de uma das varizes. Esta complicação pode ocorrer quando há traumas ou quando se fica muito tempo parado na mesma posição,como em longas viagens de carro ou avião

0 comentários:

Postar um comentário